Machine learning no processo de seleção e recrutamento

Tempo de leitura: 6 minutos

A rotatividade de funcionários é um fantasma para a maioria das empresas. Em grandes proporções, ela aumenta as despesas administrativas e consome o tempo dos profissionais do RH. Entretanto, ferramentas como o machine learning estão se tornando comuns por serem uma solução eficaz para esse e outros problemas do setor.

O que antes demorava semanas e até meses para ser resolvido, hoje pode ser solucionado em questão de dias ou em poucas horas, inclusive um processo seletivo. E o melhor: com uma margem de erro reduzida.

Se você quer melhorar o processo de recrutamento e seleção da sua empresa, mas precisa de mais informações sobre como o marchine learning pode ajudar nessa tarefa, continue a leitura deste post!

O que é machine learning?

Em linhas gerais, podemos dizer que o machine learning é uma área da Inteligência Artificial que utiliza métodos estatísticos para ensinar máquinas a absorverem conhecimento por meio da experiência.

Essa tecnologia usa algoritmos para coletar dados produzidos diariamente. Analisa-os e aprende com eles, podendo transformá-los em predições e informações estratégicas para aumentar a produtividade de uma empresa.

Ao identificar padrões, o sistema pode criar conexões de forma inteligente e produzir respostas mais precisas. Por isso, é um recurso capaz de resolver problemas complexos, revelar insights velados e fazer previsões para o futuro.

O machine learning tem um aspecto interativo importante. À medida em que é exposto a novas informações, ele se adapta de forma independente. O aprendizado acontece por meio de cálculos anteriores, o que auxilia na sua tomada de decisões e gera resultados confiáveis e reprodutíveis.

Contudo, ainda que tal automação tenha um alto potencial e amplifique a eficiência nos processos organizacionais, é preciso considerar algumas questões. Por exemplo, o fato de que o aprendizado da máquina exija acesso a grandes quantidades de dados de qualidade para agregar valor.

Como o RH pode usar essa tecnologia no processo de seleção?

Quem trabalha no RH sabe: contratar a pessoa certa para o cargo certo é um grande desafio. Para tanto é preciso avaliar competências técnicas e comportamentais, e essa tarefa não é fácil. Algumas características pessoais só aparecem com o tempo, diante de situações complexas e/ou de crises.

Por esse motivo, o uso da tecnologia está ganhando cada vez mais espaço no setor. Bons softwares foram desenvolvidos e vêm sendo aprimorados para mapear as habilidades dos candidatos. Eles analisam tanto a personalidade quanto o perfil comportamental e os conhecimentos técnicos.

Nesse cenário, o machine learning entra em ação com sua capacidade de coletar informações, cruzar dados e, por fim, produzir relatórios completos que ofertam maior precisão no processo de avaliação profissional.

Essa tecnologia seleciona os currículos dos candidatos que mais se alinham ao perfil da empresa. Além disso, pode recolher informações sobre gestores e demais colaboradores para analisar as compatibilidades, provocando, dessa forma, um verdadeiro match entre a organização e o profissional.

Quais os benefícios dessa tecnologia no processo seletivo?

Utilizar o machine learning na captação de talentos, resulta na análise e contratação dos melhores perfis. A empresa pode traçar padrões de currículo, incluindo formação, experiência profissional, cursos e outras informações que julgar necessárias.

A própria máquina valida os profissionais cujas características estão de acordo com os requisitos da posição em aberto. A seguir, listamos mais algumas vantagens dessa tecnologia no processo de recrutamento e seleção. Confira!

Mais eficiência no processo

O processo seletivo feito de forma manual é passível de muitas falhas. A quantidade de papéis é grande, o tempo é curto e os profissionais têm que lidar com muitas tarefas. Como o machine learning coleta dados e cruza uma grande variedade de informações de modo rápido e automático, as chances de erro no resultado são quase nulas.

Redução de custos

Por vezes, os gerentes de RH precisam dar conta de muito trabalho com um número reduzido de pessoas para executar as principais tarefas, além das que aparecem ao longo dos dias.

Com a utilização da tecnologia é possível realizar diversas funções sem a necessidade de um novo gasto a cada demanda que surge. Pode-se fazer um único investimento em um software, por exemplo, para trazer muitas soluções para o setor.

Gerenciamento do processo

Um processo seletivo é composto por várias fases. Desde a solicitação do gestor ao RH ao onboarding do novo funcionário, passando pela divulgação da vaga e a seleção do candidato propriamente dita.

Com o machine learning todas essas etapas podem ser planejadas e executadas com mais exatidão e possibilidades de acerto. Tudo pode ser realizado por computador ou outro dispositivo móvel conectado à internet, facilitando o gerenciamento do processo.

Otimização do tempo

Nos dias atuais, o tempo é precioso em toda e qualquer área. Todavia, para o RH que deseja ser estratégico, ele ganha um status de prioridade. Afinal, com mais tempo, os profissionais do setor podem se dedicar a planejar e executar melhorias em toda a empresa. Porém, isso só é possível com o auxílio de tecnologias como o machine learning.

Diminuição do turnover

A demissão de um colaborador e a contratação de um novo geram muitos custos. Realizar um processo seletivo bem-sucedido com o machine learning significa contratar os melhores profissionais para atuar na empresa, capazes de desempenhar um bom trabalho e permanecer em seu corpo funcional por um longo tempo.

Isso quer dizer que, durante o recrutamento e seleção, as vagas foram anunciadas nos meios mais adequados, os currículos mais satisfatórios foram selecionados e os candidatos com o perfil mais próximo da cultura da organização marcharam para a linha de chegada.

A tecnologia vem proporcionando avanços significativos na vida das pessoas e no cotidiano das organizações. Seja para contratação de novos colaboradores ou para treinamento dos antigos, ela se tornou um fator crucial para que o sucesso seja atingido.

Assim sendo, o machine learning vem para complementar e consolidar essa nova realidade nas empresas. Um recrutamento inteligente promove não apenas o aumento da produtividade, como já dissemos, mas também traz mais qualidade para os produtos/ serviços, atraindo a fidelidade dos clientes e, consequentemente, maiores lucros.

Agora que você já sabe como melhorar o processo de seleção e recrutamento da sua empresa, assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos em primeira mão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *