Descubra o que é mindset e como ele impacta na sua vida

Tempo de leitura: 6 minutos

Qual o segredo daqueles profissionais otimistas, com garra, que têm um nível de produtividade invejável e alcançam grandes resultados? Bem, é lógico que para uma pergunta tão complexa não existirá uma única resposta. No entanto, há uma característica sempre presente neles. Você sabe o que é mindset?

Seguindo a mesma linha de raciocínio da conhecida frase “você é o que você come”, o mindset pode ser traduzido em “você é o que você pensa”. É a nossa mentalidade que nos direciona a um caminho e nos influencia a escalar as mais difíceis montanhas.

Se nossos pensamentos são limitadores, tendemos a nos paralisar diante de uma dificuldade. Já quando são construtivos, buscamos transformar uma situação difícil em oportunidades.

Com isso, já é possível imaginar o quão é importante ter colaboradores com um mindset positivo na empresa, não é?

Assim, falaremos, neste artigo, sobre os tipos de mindset e o que fazer para transformar atitudes de autoboicote em uma mentalidade positiva. Acompanhe a leitura!

O que é mindset exatamente?

Existe uma frase atribuída a Buda, que diz: “nem teus piores inimigos podem fazer tanto dano quanto teus próprios pensamentos”. Isso se encaixa nos mais diversos setores da nossa vida. É o fato de termos confiança que conseguiremos conquistar algo, que nos motiva a continuar tentando. Contudo, o conceito não se resume apenas a isso. Especialistas sugerem que podemos encontrar dois tipos de mindset: a mentalidade fixa e a mentalidade progressiva.

No mindset fixo, o indivíduo costuma ter uma postura mais passiva diante da vida e dos desafios que surgem. É como se ele vivesse em uma zona de conforto, a qual o impossibilita de analisar novas perspectivas para um problema. Geralmente, existem muitas crenças limitantes, o que contribuem, inclusive, para uma baixa autoestima. São, ainda, pessoas que acreditam que apenas a sorte ou o talento com o qual alguém nasceu que definirá o sucesso na vida.

Já no mindset progressivo, a pessoa tende a ver cada problema como uma oportunidade para aprender e evoluir. São indivíduos, que mesmo falhando, sabem que a experiência é necessária para chegar onde querem. Costumam ter uma curva de aprendizagem intensa, além de desenvolver ligações neurais mais fortes. As novas responsabilidades são encaradas como desafios, que os ajudarão a ser alguém melhor pessoal e profissionalmente.

O que fazer quando pensamentos sabotadores aparecem?

Então, podemos dizer que a mentalidade fixa é cheia de pensamentos sabotadores, já que, ainda que o indivíduo tenha real capacidade de brilhar, seus pensamentos dizem o contrário a ele. Sendo assim, o que fazer quando isso acontece?

Antes de tudo, é válido saber que uma mesma pessoa pode ter ciclos entre uma mentalidade fixa e outra progressiva, a depender de várias circunstâncias da vida. Dessa maneira, os mindsets de alguém não são sempre uma constante.

Para mudar, o primeiro passo é saber reconhecê-los e isso exige uma dose de autoconhecimento. Dessa forma, um gestor de RH pode estimular os colaboradores da empresa a focar em seus pensamentos e analisar o quanto eles têm de veracidade. É possível que descubram que grande parte do que imaginam sobre si, nasceu do que os adultos falavam sobre eles durante a infância.

O segundo passo é que tentem desafiar a si mesmos e substituir, aos poucos, tais pensamentos por outros mais construtivos.

Qual é o impacto da mentalidade progressiva?

Os resultados de ter funcionários com a mentalidade progressiva são bastante significantes.

Existe, por parte deles, um nível maior de comprometimento e confiança com o trabalho e a performance que terão. Isso faz com que o desempenho geral da empresa seja mais positivo.

Também, podemos falar do clima da organização mais favorável, o que contribui para a motivação e a satisfação de todos. Isso, ainda, diminui o turnover e o absenteísmo, evitando os gaps nos processos de trabalho. Outra influência disso é um comportamento mais colaborativo, em vez de competitivo. Dessa maneira, até os níveis de condutas antiéticas ficam mais baixos.

Outro impacto, é a maior facilidade para que os gestores identifiquem perfis de liderança e invistam neles, que poderão servir de referência aos colegas e os influenciarem na constante progressão.

Como substituir a mentalidade fixa no trabalho?

Ter um mindset progressivo é uma questão de treino. Para ajudar os colaboradores a desenvolverem-no, é importante que, antes de tudo, entendam o que é mindset. Saber o conceito e o quanto o pensamento influencia nas vitórias é uma forma de estimular a olharem para si e entenderem como estão agindo consigo mesmos.

É recomendado que os trabalhadores trabalhem um pouco do autoconhecimento e da inteligência emocional também, o que deixará mais rica a análise sobre os próprios pensamentos e as consequências que vêm tido com eles.

Mais um fato primordial é olhar para a cultura organizacional. O que ela tem pregado? Quais os valores que ela tem reforçado? Um ambiente hostil e de muita competição tende a ser tóxico, o que influencia negativamente os funcionários e dificulta o aperfeiçoamento de uma mentalidade mais progressiva. Já, quando a cultura legitima comportamentos de colaboração e sabe reconhecer aqueles profissionais que têm se empenhado, fica mais fácil substituir qualquer mentalidade fixa.

Ter parcerias com coaches pode ser valioso também, já que tais profissionais tendem a reconhecer atitudes sabotadoras e conseguem estimular a mudança. Cursos, treinamentos e palestras completam a transformação do profissional, que a partir de mais conhecimento adquirido pode agir de uma forma mais favorável sobre seus pensamentos.

Além disso, estimular o trabalho em equipe, ou mesmo, encontros fora do ambiente corporativo pode ser positivo ao clima organizacional, ao fazer com que exista mais parceria e empatia, o que contribui para a boa autoestima e, consequentemente, para um mindset mais positivo.

Assim, é essencial que um gestor de RH entenda bem o que é mindset, como ele influencia nos resultados da empresa e o que fazer para ajudar que os colaboradores substituam seus pensamentos sabotadores por uma mentalidade progressiva. As consequências disso impactam não somente a vida pessoal do indivíduo, mas, sobretudo, em qualquer decisão que ele faça com relação a sua própria função no trabalho.

Se você achou o artigo interessante, siga-nos nas redes sociais, Facebook, LinkedIn, YouTube e Instagram e tenha sempre em mãos as informações mais importantes sobre gestão de pessoas.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *