Entenda os desafios no recrutamento e seleção de um talento digital!

Tempo de leitura: 6 minutos

Hoje em dia, nós nos informamos sobre os acontecimentos do mundo por meio de um deslizar de dedos na tela do celular, antes mesmo de levantar da cama. Esse comportamento imediatista e tecnológico produziu efeito sobre o mercado de trabalho. Assim, surgiu um novo perfil profissional: o chamado talento digital.

Talentos digitais são profissionais dinâmicos, que apresentam um perfil inovador e promovem soluções efetivas em tempo hábil para as empresas, traduzindo seu comportamento em resultados satisfatórios.

O artigo de hoje vai apresentar as características desses profissionais e mostrar como os processos de recrutamento e seleção podem driblar os desafios na contratação. Acompanhe!

Características de um talento digital

Podemos chamar de talento digital o profissional com habilidades tecnológicas de alto nível, capaz de fazer análises profundas e avançadas. O destaque fica por conta da aptidão em propor soluções extremamente rápidas e proporcionalmente eficientes, uma vez que são resilientes e estão em busca de constante aprendizado.

As empresas já perceberam que o mundo corporativo deve andar em alta velocidade, assim como as nossas atividades cotidianas. Hoje, a rapidez proporcionada pela tecnologia está presente em nosso dia a dia e precisa ser pensada no ambiente laboral.

Assim, o mercado torna-se cada vez mais automatizado e digital e aumenta a demanda por profissionais que tenham esse perfil.

Habilidades de um talento digital

Para que você entenda um pouco melhor o conceito que estamos trabalhando neste artigo, separamos as principais habilidades que esses talentos têm. Acompanhe!

A revolução digital

Você certamente deve conhecer pessoas resistentes às transformações digitais, que lamentam pela mudança no fluxo das atividades cotidianas e apresentam resistência aos novos moldes.

Não é o caso dos talentos digitais, que enxergam essa transformação como uma revolução e buscam trazê-la para o seu trabalho, desejando fazer parte dessa mudança. Ou seja, como profissional em uma empresa, vai exercer a profissão sempre focando a busca por resultados voltados para esse conceito.

Assim, esses profissionais costumam apresentar novos métodos de trabalho que revolucionam o andamento das atividades, reduzindo riscos e criando oportunidades digitais.

O foco no cliente

Essas transformações costumam iniciar com foco no cliente. Ao proporcionar novas experiências, mais completas e dinâmicas, a empresa se apresenta com um diferencial.

As ações costumam ser eficientes, pois os talentos digitais estão sempre antenados ao trabalho da concorrência. Quando esse perfil observa o que as outras empresas do ramo estão fazendo, consegue fazer a própria organização abrir uma vantagem competitiva e se colocar à frente sem maiores dificuldades.

O desenvolvimento das habilidades

No início do texto, citamos o constante aprendizado como uma das características de um talento digital. Quando um profissional não se cansa de aprender, significa que está sempre em busca de desenvolvimento — o que o coloca um passo à frente no mercado.

Aqui, a organização tem uma importante parcela na manutenção desse diferencial. Investir em cursos e treinamentos é algo bem-visto por esses profissionais e certamente trará bons resultados.

Desafios para reter um talento digital

Precisamos ser honestos e assumir que a área digital e os perfis moldados a essa realidade são recentes. Por isso, os desafios são maiores.

As empresas estão acostumadas a lidar com profissionais que apresentam demandas tradicionais tanto em prioridades quanto em expectativas. Se nos processos de recrutamento e seleção se deparam com candidatos que buscam estabilidade, os talentos digitais estão atrás de agilidade.

Isso significa que apresentam um curto espaço de tempo em suas expectativas. Enquanto o profissional que estamos acostumados a ver traça um objetivo de vida para os próximos cinco anos, o talento digital tem pressa e deseja sentir os bons resultados na sua atuação em questão de meses.

Como são altamente capazes de conquistá-los, reter esses talentos exige que os projetos apresentados pela empresa revelem condições imediatas tanto para solução quanto para programas de benefícios e plano de carreira.

Prazos curtos e metas desafiadoras, ao mesmo tempo que reais, devem assumir o lugar do “emprego de uma vida toda”. O processo seletivo deve ser tão rápido quanto os resultados esperados.

Dessa forma, a empresa demonstrará que também preza pela rapidez, fazendo com que o candidato se identifique com a política do negócio. Por serem profissionais muito requisitados, um recrutamento lento pode dar a chance para a concorrência contratá-los antes.

A remuneração também costuma ser um elemento desafiador para os contratantes. Talentos digitais entendem o valor que sua função tem para a empresa e conhecem os salários pagos por outras corporações. Oferecer uma remuneração abaixo da média pode minar todo o processo de contratação.

Como conquistar um talento digital

Agora que você já conhece as principais características, habilidades e desafios na contratação de talentos digitais, confira aqui três aspectos que devem ser considerados para conquistar esses perfis.

Incluir o CEO na estratégia

Você deve ter percebido que a conquista de talentos digitais está amplamente relacionada à cultura e aos valores da organização.

Devido à importância que o talento digital tem para a empresa, é considerável que o CEO esteja presente nesse processo e assuma o papel de aliado a essa transformação. Isso significa que a sua presença não deve se resumir a reuniões ou pronunciamentos, mas sim ao contato direto com o profissional.

Capacitar seus próprios colaboradores

Se você conhece os seus colaboradores, certamente pode ter identificado possíveis talentos digitais durante a leitura.

É possível aprimorar habilidades e treiná-los para assumir esse perfil. Vale a pena investir em capacitações e programas para o desenvolvimento de profissionais que já apresentam alguns indícios dessas características e habilidades.

Investir no processo seletivo

Por fim, o processo seletivo para a contratação de um perfil inovador não pode ser tradicional.

Recursos tecnológicos, como os questionários online para triagem de currículos e a gamificação, devem ser elementos básicos nessa empreitada.

Falar sobre talento digital é assumir uma postura de mudança dentro da empresa. Inovação, agilidade, diversidade, flexibilidade e modernização devem fazer parte da cultura do negócio e manter uma relação com solução de problemas, novas ideias e resultados satisfatórios. O investimento vale a pena!

Gostou deste artigo? Então, continue lendo sobre a tecnologia no RH. Confira nosso infográfico sobre as novas tecnologias do setor e decida por onde iniciar a revolução!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *