Data science: o que é e por que é importante para o RH?

Tempo de leitura: 18 minutos

O data science, ou ciência dos dados, é um recurso que as empresas estão implementando para melhorar o setor de Recursos Humanos. Isso porque, na atualidade, muito se fala em Big Data, contudo, você já pensou em como utilizar essa estratégia para a sua organização?

Ao compreender mais sobre o assunto é possível criar insights que ajudam a transformar o negócio, identificando as principais falhas no processo, e tomar decisões baseadas em dados reais, além de contratar e reter os melhores talentos para a sua organização.

Ficou interessado no assunto? Quer saber como implementar a ferramenta na sua empresa? Então, venha conosco que tiraremos todas as suas dúvidas sobre esse novo recurso!

O que é data science?

O data science é um conceito novo e que, muitas vezes, preocupa as pessoas que não têm conhecimento sobre o tema. Na realidade, essa ferramenta não é um bicho de sete cabeças — ao contrário do que muitos pensam.

A transformação digital surge para promover a democratização do conhecimento, ou seja, atualmente, todas as pessoas têm acesso às mais diversas informações, tecnologias e conceitos de uma maneira gratuita, rápida e fácil.

Por isso, há a constante preocupação das organizações estarem sempre à frente da concorrência, conquistando novos clientes, fidelizando o seu público e tornando o ambiente sadio e produtivo para os seus colaboradores.

Nesse cenário, surgem diversas plataformas, aplicativos, softwares e sites sobre gestão de pessoas, que ensinam e ajudam as organizações explorarem o que elas têm de melhor. Com isso, impulsiona uma revolução no setor de dados — que modifica o que antigamente fazíamos com base no “achismo”.

Com o data science é possível coletar, armazenar e analisar os dados do seu negócio com o objetivo de transformar as tomadas de decisões, tornando-as mais assertivas e, consequentemente, rentáveis.

Se formos analisar a história da humanidade, podemos perceber que todos os marcos históricos foram baseados no progresso, na observação e também na coleta de dados. Obviamente, os nossos ancestrais não podiam contar com tamanha tecnologia, contudo, sempre avaliavam o volume, peso, temperatura, distância, tempo e também a localização.

Essa experiência foi fazendo com que as pessoas progredissem e evoluíssem: na caça e coleta na agricultura, na troca de favores, na moeda e na civilização em cidades. Assim, houve a divisão e o aperfeiçoamento do trabalho, da alimentação, do comércio e das relações humanas.

Sendo assim, o registro das informações, ao longo da história, passou da pedra para o papiro, dos livros impressos para os computadores e, atualmente, estamos sempre em constante desenvolvimento.

Nos anos atuais, podemos perceber que houve um grande crescimento sobre esse processo. Com a grande massa de dados e também as diversas opções de armazenagem e processamento, as empresas podem se beneficiar dessa tecnologia na gestão de pessoas para tomar decisões mais objetivas.

As ferramentas permitem melhorar os processos, avaliar o clima organizacional, prever problemas e até mesmo acelerar a rotina. Sendo assim, podemos afirmar que as tecnologias causam uma disrupção (interrupção de um curso normal de um processo), porque há grande volume de dados que proporcionam novas aplicações.

Um bom exemplo para esse cenário é a Uber, empresa que se tornou uma das maiores prestadoras de serviço em mobilidade do país.

Por que o conceito de data science é importante para a minha empresa?

Ao digitalizar todas as informações, nos deparamos que um grande volume de dados que não são estruturados, o qual também podemos chamar de Big Data.

Sendo assim, muitas pessoas fazem confusão nos termos de dados e informação. Mas, não se preocupe! Vamos explicar para você:

  • dados são conteúdos que são quantificáveis e não têm valor nenhum;
  • informação é o que você faz com os esses dados, ou seja, a interpretação do resultado do seu processamento.

No passado, muitos desses dados não eram processados, portanto, eram apenas algoritmos. Com o advento da tecnologia é possível transformar esses dados em informações, possibilitando insights importantes para o crescimento das oportunidades de negócio para a sua empresa.

Nesse cenário, o data science surge no setor de Recursos Humanos das empresas para que os profissionais da área possam coletar e interpretar os dados, com o objetivo de acertar na tomada de decisões — sendo assim, ele é uma ferramenta que norteia a organização para um melhor posicionamento.

Além disso, o data science ajuda no processo de recrutamento e seleção, uma vez que integra as tecnologias com as plataformas de emprego, cruzando os dados dos candidatos com as características do cargo e os objetivos da empresa. Vamos aprender mais sobre isso? Continue a leitura!

Como o data science funciona?

Sabemos que as empresas precisam sempre encontrar maneiras para motivar o público interno. Afinal, manter os talentos satisfeitos são essenciais para o crescimento da organização, aumento da produtividade, redução do absenteísmo e também do turnover.

Para você ter uma ideia, de acordo com um estudo da Risesmart, 84% dos funcionários deixam o seu cargo atual para ir trabalhar em uma empresa que tenha melhor reputação — mesmo que o aumento salarial não seja significativo. Sendo assim, é essencial que a sua organização se preocupe em ouvir o que os funcionários têm para falar e criar um ambiente saudável e feliz.

O data science ajuda a criar maneiras para identificar falhas na comunicação interna e a elaborar um planejamento voltado a atender as necessidades dos funcionários. Sendo assim, você não precisa se preocupar que aquele talento incrível deixará a sua organização ao receber uma proposta de emprego em outra empresa.

Portanto, o data science é importante tanto para os funcionários que já trabalham na empresa quando aos que ainda vão ser contratados: na hora do recrutamento e seleção, de nada adianta a sua empresa receber milhares de currículos — ou ter um banco de currículo completo — que não são qualificados.

Dessa forma, o recrutador só perde tempo — e você sabe que, nesse cenário, perder tempo é a mesma coisa que perder dinheiro — analisando e selecionando os melhores talentos. A sua empresa pode avaliar as entrevistas com dados!

Além disso, precisamos ressaltar que, ao utilizar o data science no processo de recrutamento e seleção, a sua empresa não contrata o funcionário baseado apenas na sua qualificação. Questões sobre personalidade, perfil, habilidades e experiências também são avaliadas — assim, dá para ter uma boa noção se ele vai se adequar à cultura organizacional.

Em resumo, ao investir em tecnologias inteligentes, você pode criar um plano personalizado de acordo com os seus objetivos, tais como:

  • melhorar o clima organizacional;
  • implementar o conceito de gamificação para melhorar o clima;
  • contratar o melhor profissional para determinado cargo;
  • criar funcionários promotores da marca;
  • aumentar a visibilidade do seu negócio por meio do público interno;
  • motivar a equipe;
  • demitir funcionários improdutivos;
  • identificar falhas no processo.

Já que estamos falando muito sobre dados, como o data science, vale ressaltar que todas essas informações são protegidas, promovendo a segurança da informação. Assim, você não precisa se preocupar com o vazamento de informações sigilosas da sua empresa. O data science pode ajudar o setor de recursos humanos da sua empresa em diversos aspectos!

Como as empresas de RH estão utilizando o data science para integrar dados?

Conforme já citamos neste texto, o Big Data é a mesma coisa do que volume de dados desorganizados. Dessa maneira, você precisa saber o que fazer com essas informações para torná-las úteis ao seu negócio — do contrário, são apenas números isolados.

Sendo assim, para promover uma gestão eficiente, é preciso utilizar ferramentas específicas que ajudam a tabular essa quantidade enorme de dados.

Como consequência, as informações são processadas e transformadas em dados que você entende. Afinal, de nada vai adiantar ter inúmeras informações que são inúteis para a sua organização, você concorda?

Então, o conceito de Analytics surge nas empresas para ajudar na tomada de decisões estratégicas, facilitando o processo de contratações, promoções e desligamento de um funcionário.

Além disso, também pode ser utilizado o conceito de Talent Analytics ou People Analytics, para ajudar a compreender quando um funcionário precisa ser promovido — ou apontar quando há alguma habilidade faltando para tal ação.

Como ter uma melhor performance na gestão de resultados em RH?

Atualmente, como estão os resultados do setor de RH? Satisfatórios? Precisam melhorar? Confira agora mesmo como você pode ter uma excelente performance na gestão de resultados com o data science! Vamos lá?

Identifique talentos

Sabe aquele funcionário que se empenha ao máximo, desempenha as suas atividades com maestria e cria um ambiente produtivo e alegre? Saiba que ele está sendo procurado por muitas empresas!

Por isso, para reter esse talento você precisa criar um bom plano de carreira, que seja personalizado tanto para o funcionário quanto para a realidade do seu negócio.

Muitas vezes, na correria e com as preocupações do dia a dia, ele passa despercebido pelos gestores e a empresa só o percebe quando ele pede demissão. Por isso, prestar a atenção no desempenho individual de cada talento é fundamental para reconhecer o momento certo de promovê-lo.

Contudo, como fazer isso com tantas coisas acontecendo simultaneamente? Com a gestão de dados! O data science ajuda a:

  • criar análises holísticas de desempenho;
  • avaliar a produtividade;
  • promover uma gestão por competência;
  • conferir o prazo de entrega de cada tarefa;
  • mensurar os resultados;
  • otimizar os processos.

Assim, fica muito mais fácil dar atenção àquele talento que precisa ser promovido. Outra situação que acontece diariamente nas empresas é quando um talento precisa de um recurso a mais para desenvolver as suas atividades com sucesso.

Falamos isso porque pode existir um talento muito forte na sua organização e você não está percebendo o seu trabalho porque falta alguma coisa — um curso, uma dica, um feedback ou um direcionamento. Dessa maneira, o data science ajuda a analisar corretamente as informações e a tomar as decisões corretas.

Permita identificar falhas nos processos

Muitas vezes, as empresas só avaliam os seus erros quando acontece uma falha muito grande no faturamento. Assim, quando ela enfrenta uma crise ou período sazonal muito forte, procura avaliar todos os departamentos para identificar onde está o erro.

Contudo, essa atitude não é a ideal porque o problema já aconteceu. Sendo assim, é muito mais vantajoso para a sua empresa acompanhar em tempo real o desenvolvimento das atividades. Somente assim, ela consegue identificar as falhas no processo e pode criar um planejamento de prevenção, com o objetivo de que o problema não se torne algo grande.

Ao investir na gestão de dados para o seu negócio, os erros são reportados em tempo real, permitindo que os gestores acompanhem o desenvolvimento da sua equipe. Assim, quando é preciso melhorar algum ponto, isso é feito com mais agilidade e, o melhor, baseado em dados e não somente no que os líderes pensam.

Contrate o talento ideal para o cargo certo

Conforme citamos, ao investir no data science você contrata o talento ideal. Isso acontece porque o processo seletivo é baseado nos objetivos da sua organização, permitindo contratações muito mais alinhadas.

Se você ainda utiliza as pilhas de currículo impressos para selecionar o candidato ideal, saiba que você está perdendo dinheiro e deixando passar oportunidades que possam trazer mais retornos a curto prazo para a sua empresa.

Ao utilizar o Big Data Analytics há uma evolução gigantesca nesse cenário. A prospecção de talentos se torna muito mais objetiva, porque a análise de dados permite fazer uma seleção mais completa.

Além disso, ao integrar as plataformas de emprego, como é o caso da rede social LinkedIn, é possível fazer uma seleção baseada em dados concretos, diminuindo os custos com contratações ineficientes.

Acompanhe a performance dos funcionários

Como saber se o funcionário atingiu as metas, os requisitos e está pronto para ser promovido? É muito fácil! Ao investir no data science, ele proporciona uma análise minuciosa sobre o acompanhamento da performance da sua equipe.

Você pode selecionar os campos e avaliar a sua equipe por setor ou individualmente, permitindo conferir se os departamentos estão entregando os resultados esperados — caso contrário, é possível conferir em quais aspectos a empresa deve ajudar para que os indicadores comerciais apenas cresçam.

Diminua o turnover

O uso do data science ajuda a reduzir os índices de turnover da sua empresa. Isso porque, constantemente, podem ser feitas pesquisas de satisfação, cumprimento de jornadas de trabalho, avaliação do absenteísmo e outros indicadores importantes para o setor de recursos humanos e que ajudam na tomada de decisões.

Assim, você pode criar um planejamento para identificar os padrões com a saída dos funcionários por meio de pesquisas e análises. Ao receber essas informações, você pode avaliar quais são os aspectos que mais pesam para o colaborador desistir da sua empresa e criar uma política de retenção de talentos.

Por exemplo, os millennials — pessoas que nasceram nas décadas de 1980 e 1990 — valorizam muito mais o crescimento da carreira e também as oportunidades de aprendizagem do que, de fato, o salário que cai na conta no início do mês.

Então, se a sua empresa tem pessoas nessa faixa etária, pode criar estratégias de retenção de talentos. Assim, eles pensam duas vezes antes de solicitar o desligamento e, consequentemente, a sua empresa não perde tempo investindo no processo de contratação de uma pessoa para fazer exatamente o que aquele funcionário faz.

Ao descobrir as expectativas do seu time, fica mais fácil criar um planejamento de comunicação interna e endomarketing. Você pode, por exemplo:

  • investir em uma rede social corporativa;
  • aumentar os benefícios;
  • promover o “no dress code”;
  • fazer parcerias com instituição de ensino;
  • matricular o funcionário em cursos on-line;
  • criar uma biblioteca empresarial;
  • investir na gratificação salarial;
  • criar planos para premiar ideias inovadoras;
  • promover a qualidade de vida no trabalho;
  • sortear viagens e outros presentes de interesse do público.

Acompanhe as vendas

Por meio dos indicadores comerciais você acompanha as vendas em tempo real. Por exemplo, a expectativa é de que o time venda R$ 50.000,00 no mês. Se no dia 15 eles ainda não chegaram perto da meta, é possível fazer uma reunião com o time para verificar o que está acontecendo no setor. Assim, você ajuda a identificar os principais problemas e cria um plano para reverter o quadro negativo.

Além disso, ao investir no data science você integra todos os departamentos, porque sabemos que muitas vezes o problema não é exclusivamente do time comercial. Sendo assim, você cria insights importantes que englobam todo o setor produtivo da empresa.

Avalie a necessidade de treinamentos

Muitas vezes, depois que o funcionário aprendeu o que precisa fazer no seu setor, as empresas não investem em treinamentos constantes. Contudo, quanto mais o funcionário souber, melhor ele conduz o seu dia a dia e propõe melhorias internas.

Então, com o data sciente é possível conferir quando é o momento para investir em:

As empresas precisam de pessoas competentes para desenvolver a sua marca no mercado. Por isso, o capital humano precisa ser, constantemente, aperfeiçoado e readequado. Assim, o data science permite adequar as exigências empresariais com uma equipe qualificada, com feedbacks importantes para fortalecer o time.

Facilite a administração do seu negócio

Sabemos que as empresas brasileiras ainda estão começando a explorar o data science. Contudo, você precisa saber que, com tantas informações disponíveis na rede, quem as utiliza de uma maneira rápida e estratégica sai na frente da concorrência.

Assim, está sempre um passo à frente, criando uma cultura de dados dentro da empresa e mostrando que ela facilita a administração do negócio.

Aumente o retorno sobre o investimento (ROI)

Ao utilizar o data science, todos os setores — recursos humanos, marketing, produção — se beneficiam. Por exemplo, por meio de dados, você pode otimizar todas as campanhas, encurtando o processo das vendas e entregando informações mais objetivas para a equipe comercial.

Como as empresas podem se preparar para essa tecnologia?

Muitas empresas têm dúvidas sobre o investimento no data science, talvez por ser um recurso que está sendo discutido na atualidade. Por isso, separamos algumas dicas para que a sua empresa analise como pode se preparar para utilizar essa tecnologia. Venha conosco!

Mudando a cultura da empresa

Muitas empresas têm uma cultura muito fechada, padronizando processos ultrapassados e não contando com a tecnologia para o rh a seu favor. Por isso, o primeiro passo é mostrar para todas as pessoas da equipe sobre a importância do investimento.

É necessário que as pessoas compreendam que as decisões precisam ser tomadas em dados, porque as chances de sucesso de cada estratégia são muito mais eficazes.

Entendendo que um gráfico mostra muito mais do que diversas hipóteses

Certamente, o seu time tem pessoas brilhantes, disso não duvidamos. Porém, quando essas mentes são utilizadas para analisar os dados, as chances de sucesso são muito maiores.

Um erro muito comum é tomar as decisões baseadas na opinião da equipe, sem fundamento numérico. Isso não significa que o seu time não tem capacidade para propor boas ideias, muito pelo contrário: o capital humano é a principal fonte de informação da sua empresa.

Contudo, quando o time aprende a usar os algoritmos para fomentar as suas ideias, há muito mais credibilidade e assertividade na tomada de decisão.

Encontrando uma plataforma que atenda às suas necessidades

Após compreender o conceito e a sua real importância, busque por uma empresa de dados que permita integrar todos os seus sistemas. Além disso, é preciso criar um planejamento estratégico personalizado para o seu negócio.

Isso porque as estratégias precisam ser criadas visando o sucesso da empresa, ou seja, focadas nos resultados. Sendo assim, uma cultura de dados gera oportunidades ótimas, basta apenas encontrar um software que atenda às suas expectativas.

O data science é uma ferramenta que permite qualificar o setor de recursos humanos das empresas. Com ele, você tem acesso a um conjunto de informações importantes que permitem uma tomada de decisão muito mais objetiva. Assim, é possível melhorar as contratações, aperfeiçoar o time, reter talentos, capacitar o departamento e criar uma cultura focada na análise de dados.

Neste post, você conferiu o que é data science, de que maneira ele funciona e como é importante para o setor de recursos humanos da sua empresa. A partir dessas informações, conte para nós: você utiliza dados para tomar decisões? Deixe um comentário no post, pois será muito interessante conferir a sua ideia sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *