Afinal, como fazer uma gestão de talentos eficiente?

Tempo de leitura: 6 minutos

Gestão de talentos é um conjunto de processos que têm como objetivo desenvolver e valorizar o capital humano da empresa. A prática gera diversos benefícios para o negócio, como o aumento da retenção de talentos, do engajamento e da qualidade dos resultados, além de ajudar a construir uma cultura organizacional realmente forte e atrativa.

Esse trabalho requer um esforço conjunto do RH e das lideranças para identificar as necessidades da equipe e traçar as medidas certas para atendê-las. Para ajudar você nessa missão, explicaremos neste post as principais estratégias necessárias para fazer a gestão de talentos de maneira adequada. Ficou interessado? Confira a seguir!

Ofereça plano de carreira

Uma das estratégias mais importantes na gestão de talentos é oferecer um plano de carreira bem estruturado. A medida consiste em atrelar a conquista de novos cargos e salários ao cumprimento de metas pré-estabelecidas. Nesse modelo, os feedbacks devem ser constantes, para que o funcionário esteja sempre ciente de seus erros e acertos. Assim, ele tem meios de ajustar seu desempenho e cumprir o plano mais rapidamente.

Dessa forma, a empresa mostra aos seus colaboradores que eles realmente têm chances de crescer lá dentro se fizerem um bom trabalho. Isso faz com que a motivação se renove a cada dia, pois as possibilidades de novos desafios nunca se esgotam. Com o engajamento em alta, a retenção de talentos também melhora, já que as necessidades e ambições dos profissionais estão sendo plenamente atendidas.

Invista em capacitação

Investir em capacitação é outra ótima maneira de valorizar os profissionais. Cursos e treinamentos são fundamentais para os colaboradores aprimorarem suas habilidades e crescerem na carreira, portanto não podem ser deixados de lado pela empresa.

É importante que esses treinamentos sejam realmente relevantes para a equipe. Por isso, antes de elaborá-los, faça um estudo das competências que precisam ser desenvolvidas entre os funcionários. Assim, será possível traçar estratégias de capacitação mais certeiras, tornando o trabalho mais eficiente.

Com profissionais mais preparados no time, os resultados do negócio agradecem. Além disso, ao ver melhoria na própria performance, o colaborador se sente útil para a equipe e fica mais satisfeito consigo mesmo, o que o deixa cada vez mais motivado para evoluir seu desempenho.

Construa um bom clima organizacional

O clima organizacional diz respeito à qualidade do ambiente de trabalho. É um fator essencial para manter os funcionários motivados e satisfeitos com suas atividades profissionais. Para mantê-lo em alta, é preciso levar em conta diversos aspectos, entre eles:

  • estrutura física: o local de trabalho deve ser limpo, confortável e bem decorado. Equipamentos como computadores, impressoras e máquinas de xerox devem estar em pleno funcionamento, para que os funcionários executem suas atividades com agilidade e perfeição;
  • relacionamento: as interações entre colegas de equipe e líderes devem ser saudáveis e respeitosas. Qualquer conflito deve ser resolvido rapidamente e na base do diálogo, para que não se torne um problema insustentável posteriormente;
  • equilíbrio nas cobranças: metas são necessárias em qualquer organização, mas cobranças desmedidas deixam o clima tenso e podem até prejudicar a saúde dos colaboradores. Respeitar os limites da equipe é fundamental para manter o clima favorável.

Reconheça os esforços da equipe

Poucas coisas deixam um profissional mais satisfeito do que ter seu trabalho reconhecido. Muitos gestores caem no erro de parabenizar seus subordinados apenas em situações pontuais, se esquecendo de que elogios são ótimas armas para manter a motivação em alta.

Portanto, agradeça o bom trabalho dos seus colaboradores sempre que possível. Em situações especiais, como a conquista de um novo cliente ou o sucesso de um projeto, busque formas diferenciadas de reconhecimento. Pode ser um elogio público na próxima reunião geral, ou um happy hour com o time, para comemorar os resultados. O importante é valorizar os funcionários, criando uma relação de proximidade e confiança.

Fortaleça as lideranças

Para ter sucesso na gestão de talentos, dedique-se a formar líderes inspiradores. Gestores autoritários, que não apoiam e nem apostam no time, ficaram no passado — e nunca deveriam ter tido espaço no mercado de trabalho.

Um bom líder precisa ser referência no que faz e ter confiança para tomar decisões, o que garante sua credibilidade frente à equipe. É fundamental saber dialogar com os funcionários, compreender suas necessidades e fazer todo o possível para desenvolvê-los. Com isso, a satisfação de todos aumenta, junto à qualidade das entregas.

Ofereça benefícios não-convencionais

A política de benefícios também deve ser levada em conta ao planejar a gestão de talentos. Além dos benefícios básicos, é interessante incluir no pacote algumas vantagens diferenciadas, como vale-cultura, lanches gratuitos ou descontos em academias. As opções são muitas, basta usar a criatividade! Isso faz com que o funcionário se sinta único e tenha orgulho trabalhar na empresa.

Oferecer horários flexíveis ou permitir o home office em alguns dias da semana também são ótimas opções. Teoricamente, essas práticas não são consideradas benefícios, mas ajudam a formar uma cultura organizacional atrativa e alinhada às práticas mais modernas de gestão de negócios.

Use a tecnologia a seu favor

Para facilitar a gestão de talentos, é essencial contar com um software especializado no assunto. Esse tipo de sistema reúne as informações mais relevantes sobre os funcionários em uma única plataforma, simplificando sua busca e acesso por parte do RH e das lideranças.

Com isso, é possível criar estratégias de desenvolvimento personalizadas para a carreira dos colaboradores, por meio da avaliação do comportamento e do desempenho de cada um. A partir dos registros dos últimos feedbacks, por exemplo, você poderá detectar os gaps de competência em determinado funcionário e elaborar o treinamento perfeito para ajudá-lo a evoluir.

Essas foram as nossas dicas para fazer uma gestão de talentos eficiente! Agora que você já sabe tudo sobre o assunto, é hora de colocar o que aprendeu em prática. Busque meios de identificar as necessidades dos seus funcionários e procure implementar as medidas sugeridas neste post. Temos certeza de que você terá ótimos resultados rapidamente.

Gostou do post? Para saber mais sobre métodos eficientes de gestão de talentos, entre em contato conosco. Será um prazer responder a todas as suas dúvidas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *