O que é transformação digital e qual o impacto para a gestão de RH?

Tempo de leitura: 6 minutos

Durante muito tempo, o RH foi visto como uma das áreas que menos demandava avanços tecnológicos por se tratar da gestão administrativa dos colaboradores. No entanto, devido a transformação digital, essa ideia começou a mudar de forma, afetando principalmente as pessoas.

Esse novo conceito não é uma tendência futurista e distante, mas uma demanda que bate à porta de todas as empresas e precisa ser atendida hoje. As mudanças vão além do cunho tecnológico isolado ou da mera presença virtual, elas dizem respeito à maneira como as empresas estão se preparando para adaptar seus processos e atender ao mercado.

Se você ainda não sabe do que estamos falando, continue conosco até o final deste post e descubra como a transformação digital impacta a gestão de RH.

O que é transformação digital?

A transformação digital é um movimento de transição das empresas para um espaço onde tecnologia e desempenho se cruzam para gerar melhores resultados. Nesse novo modelo de negócio, a tecnologia assume um papel estratégico importante, deixando de ser um recurso acessório para determinar uma nova estrutura para a empresa.

No entanto, isso não diz respeito apenas a ter uma fanpage, uma loja virtual ou um blog corporativo, por exemplo. Realizar essa transformação exige a aplicação de recursos como tempo e dinheiro, além de demandar esforços de todas as pessoas que compõem a empresa.

A transformação digital engloba três fatores importantes sobre os quais você já deve ter ouvido falar muito:

  • tecnologia;
  • internet;
  • comportamento de mercado.

Pare por um instante e faça uma retomada da realidade que vivenciamos ao longo dos últimos anos. Há pouco tempo, não conhecíamos e talvez nunca tivéssemos chegado a imaginar tamanha presença dos celulares e a sua usabilidade em nosso dia a dia, não é mesmo? E esse é apenas um exemplo.

Vejamos algumas outras inovações que impactaram a forma como utilizamos a tecnologia:

  • redes sociais;
  • serviços em nuvem;
  • análise de dados e big data;
  • acesso remoto;
  • mobilidade;
  • internet das coisas.

Essa facilidade e velocidade na geração e acesso às informações foi um dos principais fatores que impulsionaram algo em que as empresas se detêm muito: o comportamento de mercado. Com isso, a tecnologia e a internet mudaram a forma como as pessoas consomem produtos, serviços e informações.

Quando falamos em consumo, geralmente relacionamos o termo aos nossos clientes, no entanto, o termo não muda muito quando pensamos no público interno, ou seja, os colaboradores. E foi graças a eles que a transformação digital ganhou ainda mais força dentro das empresas.

Se, por um lado, o mercado passou a exigir uma agilidade maior das empresas, por outro, os colaboradores passaram a demandar condições para realizar entregas mais rápidas e efetivas. Dessa combinação surgiu a necessidade de repensar os processos internos e a gestão de RH a partir da transformação digital.

Por que adotar a transformação digital?

As razões para aderir à transformação digital são diversas e vão desde vantagens operacionais até ganhos estratégicos importantes para o negócio, como:

  • melhor desempenho da organização;
  • maior alcance da marca;
  • entrega de um atendimento personalizado;
  • preocupação com a experiência do cliente;
  • rapidez e agilidade na solução de problemas;
  • presença digital;
  • inovação e automatização de processos;
  • proximidade com o cliente.

Com isso, a empresa ganha vantagem competitiva e reforça um posicionamento positivo no mercado, além de adquirir capacidade de rápida resposta às mudanças que ocorrem.

Qual o impacto para gestão de RH?

Um dos maiores segredos para instituir qualquer mudança significativa dentro de uma organização é contar com um time de trabalho capaz de fazer bom uso dos recursos que dispõe enquanto tenta inovar no que pode. Esse recurso essencial é conhecido pelo nome de “pessoas” ou simplesmente “recursos humanos”.

Por isso, é tão importante que a gestão de RH esteja atenta e pronta para andar junto com a transformação digital.

Diego Gomes, um dos líderes da empresa Rock Content, aponta as principais mudanças instituídas pela transformação digital:

  • adaptação da cultura empresarial às novas tecnologias;
  • comunicação autêntica e geração de conhecimento ao colaborador;
  • gestão e criação de cargos que estejam de acordo com a nova realidade da empresa;
  • alteração dos objetivos de marketing e vendas, do produto para a estratégia;
  • adoção de infraestrutura e ferramentas integradas entre os times de trabalho;
  • engajamento dos colaboradores ao novo modelo operacional;
  • ajuste às novas práticas tecnológicas (serviços compartilhados, e-commerce, apps, fintechs etc.);
  • oferta de uma experiência digital positiva;
  • integração de dados, pessoas e tecnologia.

Muitas dessas mudanças já não são novidades, especialmente para as empresas que nasceram em um contexto digital. No entanto, para quem ainda precisa se adaptar a essa realidade, é importante ficar atento às tendências.

Quais novas práticas têm sido adotadas?

A tecnologia traz consigo inúmeras possibilidades para reinventar a forma de realizar a gestão de RH. Algumas práticas que contribuem para isso são:

  • Big data — permite que a decisão seja baseada na análise de dados;
  • Internet das coisas — conecta diferentes interfaces para criação de ações de resposta às informações geradas;
  • Inteligência artificial — personaliza as soluções empresariais a partir da análise de dados;
  • Machine learning — utiliza algoritmos para produzir conclusões úteis para a automatização de processos;
  • Business intelligence — alinha o big data à gestão estratégica, possibilitando análise profunda dos dados com aplicação para a inteligência de mercado.

Com essas práticas, a parte operacional da gestão de RH fica muito mais simples de ser realizada. Desse modo, é possível redirecionar as equipes de trabalho para tornar o RH muito mais humanizado e estratégico, voltado para as pessoas em vez dos processos.

Quais são os focos de investimento em transformação digital no RH?

Um estudo realizado pelo Instituto de Informação de Recursos Humanos (IIRH) de Portugal, sobre o impacto da transformação digital no RH, divulgou dados importantes para entender como as empresas têm se adaptado a essa nova realidade. Confira:

  • 99% dos respondentes reconhecem a inegável importância da transformação digital para o RH;
  • 88% afirmam que a transformação digital é um processo contínuo;
  • 88% percebem o impacto direto da transformação digital na gestão de RH;
  • os processos mais digitalizados são: a folha de pagamento (77%), a administração de pessoal (64%) e a avaliação de competências (56%);
  • as principais vantagens apontadas pelos respondentes são: melhor acesso à informação (86%), melhoria na comunicação interna (70%) e trabalho em equipe (69%).

Por fim, sobre o foco de investimento em transformação digital na gestão de RH, dos 740 profissionais que responderam à pesquisa:

  • 51% afirmaram utilizar instrumentos de e-learning;
  • 46% afirmaram utilizar redes sociais para a empresa;
  • 23% afirmaram utilizar business intelligence e big data.

Esses dados apenas reafirmam a importância e a força que a transformação digital tem ganhado, especialmente na gestão de RH. Se você quer saber mais sobre como implementar essa mudança na sua empresa, entre em contato conosco e nos deixe ajudar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *