Saiba como estabelecer a gratificação salarial na empresa

Tempo de leitura: 6 minutos

Manter os funcionários motivados é um dos principais desafios de toda empresa. Afinal, esse fator está diretamente relacionado ao bem-estar e produtividade da equipe, que precisa estar satisfeita para gerar bons resultados. Entre as formas de melhorar o engajamento, uma das mais efetivas é estabelecer uma política de gratificação salarial.

Quando têm seus esforços reconhecidos, os colaboradores se sentem valorizados e empregam 100% do seu potencial ao desempenhar suas atividades. No entanto, para oferecer bonificações de forma adequada é preciso estar atento a alguns aspectos práticos e legais, a fim de evitar problemas na justiça ou insatisfação na equipe.

Pensando nisso, explicamos neste artigo tudo o que há de mais importante sobre gratificação salarial. Você verá como funciona o benefício, quais são suas vantagens e como oferecê-lo ao time de maneira adequada. Interessado? Continue acompanhando o post!

O que é gratificação salarial e como ela funciona?

A gratificação salarial, também conhecida como bonificação, é uma recompensa dada ao colaborador por ter se destacado no cumprimento de suas atividades. A lei não estabelece limite mínimo ou máximo para o pagamento desse benefício, ele pode ser concedido de várias maneiras: valores em dinheiro, jantares, viagens e até dias de folga.

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), é obrigação da empresa incluir a gratificação no holerite do funcionário. Também é preciso atentar à frequência desse benefício. Se ele deixar de ser pontual para se transformar em algo rotineiro, passará a ser considerado como parte do salário, sendo tributado como tal.

Qual é o papel da gratificação salarial na satisfação dos funcionários?

Oferecer bonificações causa grandes impactos na produtividade e gestão de talentos. Confira a seguir as principais vantagens de adotar essa prática.

Aumentar a produtividade

Oferecer gratificações pelo bom desempenho funciona como fator de motivação para a equipe. Dessa forma, os funcionários se tornam mais produtivos e passam a trabalhar para superar suas metas, o que melhora os resultados e a qualidade do serviço prestado pela empresa.

Ter uma equipe engajada e produtiva é fundamental para conquistar uma posição de destaque no mercado, atraindo, assim, cada vez mais clientes para o negócio.

Despertar o potencial dos colaboradores

Além de aumentar a produtividade, a motivação dos funcionários faz com que eles se desenvolvam profissionalmente. É comum que, ao buscar alta performance, os colaboradores despertem potenciais escondidos e adquiram novas competências, tornando-se aptos a criar soluções e projetos fora da curva.

Os benefícios disso vão muito além dos resultados imediatos. A empresa pode analisar a evolução dos profissionais para identificar quais colaboradores poderão ocupar cargos de destaque no futuro. A vontade de crescer, a identificação com a cultura e o desenvolvimento das habilidades certas são essenciais para formar novos líderes para o negócio.

Aumentar a retenção de talentos

A gratificação salarial também é um mecanismo de retenção de talentos. Reconhecer o esforço dos colaboradores é uma forma de fazer com que eles se sintam valorizados e orgulhosos de fazer parte da equipe. Com esse sentimento, os funcionários certamente pensarão duas vezes antes de buscar oportunidades em outros lugares ou aceitar uma nova proposta de emprego.

O aumento da retenção de talentos está diretamente relacionado com a queda do turnover (ou rotatividade de profissionais). Isso faz com que as equipes formadas trabalhem juntas por mais tempo, o que significa mais maturidade e qualidade nos projetos desenvolvidos. Além disso, representa uma enorme economia para a empresa, já que não há necessidade de investir verba em muitos processos seletivos.

Melhorar no clima organizacional

Como dito anteriormente, as bonificações salariais aumentam a satisfação dos funcionários, que por sua vez é um aspecto importantíssimo para a manutenção do clima organizacional. Com colaboradores felizes e motivados, certamente as interações entre os colegas, o atendimento ao cliente e o bem-estar da equipe serão muito melhores.

Como montar um programa de bonificação eficiente?

Para oferecer gratificação salarial de maneira efetiva, é preciso seguir um planejamento. Do contrário, o benefício se torna arbitrário e sem critérios, o que pode gerar insatisfação de uma parcela dos colaboradores e prejuízos ao caixa da empresa. Veja a seguir os aspectos que devem ser levados em conta para estruturar um plano de bonificações.

Tenha objetivos e métricas bem definidos

Um programa de gratificações eficientes precisa ter objetivos bem delineados e decididos de acordo com as necessidades da empresa. Por exemplo: se a organização estiver precisando dobrar seu volume de vendas, a bonificação deve ser concedida aos funcionários que superarem suas metas e atingirem a melhor performance da companhia.

Se a ideia for aumentar a motivação dos colaboradores para reverter um clima interno desfavorável, podem ser avaliados critérios como relacionamento com os colegas, proatividade e disposição para prestar auxílio à equipe. Nesse caso, é essencial fazer um diagnóstico organizacional acompanhado por especialistas no assunto.

Seja transparente

O programa de gratificações deve ser baseado em meritocracia. Portanto, o único critério usado para escolher quais colaboradores devem receber o benefício é o resultado de seu trabalho. Para que a equipe entenda isso, é fundamental que os gestores deixem claro que apenas aqueles que produzirem muito acima do esperado serão considerados para a bonificação.

Caso os colaboradores notem algum tipo de favoritismo ou favorecimento a determinados funcionários, poderão se sentir enganados e prejudicados. Com isso, a estratégia gratificação salarial causa um efeito oposto ao desejado: em vez de satisfeitos, os trabalhadores ficarão desmotivados, gerando queda na produtividade e na qualidade do clima organizacional.

Divulgue a estratégia

Para que os colaboradores se sintam motivados com uma possível gratificação salarial, eles precisam saber que ela existe. Por isso, sempre que algum colaborador superar suas metas, comunique a todos sobre sua bonificação.

Além disso, promova o reconhecimento público desse profissional na próxima reunião ou evento geral da organização. Dessa forma, você valoriza ainda mais o esforço daquele profissional, além de inspirar seus colegas a alcançar resultados semelhantes.

Agora que você já sabe como estabelecer a gratificação salarial na sua empresa, que tal colocar o que aprendeu em prática? Analise as necessidades da organização, trace um bom planejamento e mãos à obra! Dessa forma, certamente você conseguirá alavancar a produtividade da equipe, além de ter ótimos ganhos na gestão de pessoas.

Gostou do post? Que tal se aprofundar ainda mais no assunto? Para isso, confira o artigo Benefícios corporativos: quais são os ideais para a sua empresa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *