Planejamento estratégico de RH: o que é necessário para criá-lo?

Tempo de leitura: 6 minutos

Hoje em dia, o mundo empresarial é caracterizado por muitas inovações, conflitos e mudanças que exigem adaptações e alterações de estratégias. Diante desse cenário, o planejamento estratégico de RH é uma ferramenta indispensável para auxiliar o dia a dia dos gestores.

Uma boa gestão de pessoas é cada vez mais necessária, não somente para os profissionais de Recursos Humanos, mas também para aqueles que ocupam cargos de liderança, bem como para os colaboradores.

No post de hoje, falaremos sobre o planejamento estratégico de RH e o que é necessário para desenvolvê-lo da forma correta em seu negócio. Acompanhe!

O que é o planejamento estratégico de RH?

O planejamento estratégico de RH baseia-se em informações e dados que servirão de referência para a implementação de ações dentro da organização. Em outras palavras, seu papel é de orientar a equipe responsável pela gestão de pessoas na empresa.

Na administração de recursos humanos, esse planejamento tem um papel essencial no que se refere à tomada de decisão. Ele determina e executa ações voltadas para um fim comum da instituição, incluindo a análise de eficiência dos indivíduos que compõem o negócio.

O planejamento é baseado em conquistar e manter os colaboradores trabalhando e dando o máximo do seu potencial com atitude positiva e favorável à empresa. Isso envolve aspectos como engajamento, satisfação e qualidade de vida.

Um bom planejamento de recursos humanos ajuda as organizações no momento de análise das necessidades do RH, desde o recrutamento de pessoal até o momento do pagamento dos funcionários.

A grande vantagem de se realizar o planejamento estratégico é que, por meio dessa ação, a organização poderá ordenar as ações totalmente voltadas para a gestão de talentos juntamente com a estratégia do empreendimento, alcançando os resultados almejados.

A verdade é que não existe um momento certo para a elaboração desse planejamento. Isso dependerá da necessidade de cada organização. Quanto mais a empresa tem conhecimento sobre seus princípios, valores e objetivos, mais rápido e eficiente será o planejamento feito.

Como implementar o planejamento na empresa?

Conheça os objetivos da sua empresa

A primeira questão a respeito do planejamento estratégico é: quais são as reais necessidades da organização no que tange a gestão de pessoas?

O objetivo deste questionamento é propor ações que poderão alavancar o negócio. É importante que o RH esteja sempre atento às tendências, à concorrência e a todo o contexto empresarial para enxergar essas necessidades e propor ações alinhadas a elas.

Conhecer a missão da empresa é um forte recurso para que empreendedores possam atrair colaboradores mais comprometidos e que se identifiquem com suas funções. Esse é o ponto de partida para o planejamento de novos negócios e deve ser sempre revalidado durante toda existência da empresa.

Isso é indicado para organizações que desejam definir a direção estratégica da gestão de pessoas: da integração de todas as operações à estratégia para a motivação da equipe. Essa ação possibilita que o gestor entenda qual é o papel da sua organização na sociedade e vislumbre possibilidades para o futuro do negócio.

Utilize técnicas e ferramentas adequadas

É essencial conhecer toda a teoria e as ferramentas que são necessárias para identificar e desenvolver um talento, além de cuidar para que as coisas aconteçam da forma correto e no momento mais adequado.

Nas empresas modernas e atentas às novas tendências de gestão, o RH estratégico busca fazer com que seus colaboradores fiquem satisfeitos com o trabalho e a organização para qual presta serviços.

Monitorar os resultados obtidos com o planejamento é uma ótima ferramenta para observar se tudo está saindo conforme o planejado ou há necessidade de ajustes. Por esse motivo, é importante definir as ferramentas que farão esse monitoramento, bem como analisar as informações colhidas criteriosamente.

Cronogramas podem ser uma ótima alternativa para a avaliação do andamento dos planos que estão sendo colocados em prática. Também é recomendado utilizar os KPIs, que são indicadores-chave de desempenho. Alguns dos mais importantes são:

  • índice de lucratividade;
  • nível de satisfação dos clientes;
  • retorno sobre o investimento;
  • índice de absenteísmo.

De acordo com o objetivo final de cada plano é que será feita a escolha do indicador. Caso a meta seja atrair e fidelizar clientes, é recomendado acompanhar o nível de satisfação e evasão deles.

No entanto, se o interesse final for conquistar a liderança do mercado, é melhor acompanhar o índice de lucratividade.

Além dessas ações, o gestor de pessoas pode usar algumas ferramentas estratégicas, como as pesquisas, por exemplo — a fim de identificar os pontos positivos e negativos da atual gestão.

Invista no desenvolvimento dos funcionários

Investir no desenvolvimento dos colaboradores por meio de treinamentos é fundamental para qualquer empresa que deseja se destacar no mercado.

A atualização constante e o desenvolvimento profissional dos times permitem que a organização alinhe as necessidades do segmento aos seus objetivos — agindo de forma estratégica perante o consumidor.

Uma coisa é certa: a falta de mão de obra qualificada é um dos grandes problemas do mercado atual. Focando na produtividade, as organizações passaram a buscar profissionais cada vez mais qualificados.

Muitas empresas têm investido no desenvolvimento dos seus colaboradores por meio de bolsas de estudos e treinamentos para formar profissionais mais preparados para a concorrência do mercado.

A capacitação gerencial também deve estar em destaque no planejamento, já que é ela quem vai conduzir e dar direção a todos os esforços do grupo em direção a resultados mais satisfatórios para a empresa — visto que o ambiente de negócios, hoje, exige eficácia, agilidade, inovação e dinamicidade.

Dessa forma, nesse novo modelo de RH, a capacitação de gestores envolve analisar o tipo de gestão de que a organização necessita — mudando a mentalidade das equipes e dos gerentes com relação ao conceito real de liderança e também às novas relações estabelecidas entre eles.

Em síntese, ao utilizar essas dicas, você terá um planejamento estratégico de RH completo em mãos, a fim de se diferenciar da concorrência. Assim, garantirá a obtenção de melhores resultados, tanto para a equipe quanto para a empresa como um todo.

Lembre-se de que isso tem reflexo direto na produtividade e no estabelecimento da sua marca. Finalmente, cabe ressaltar a importância de usar um bom sistema de gestão para RH, a fim de atingir os objetivos com mais eficiência e agilidade.

Agora que você entende melhor sobre planejamento estratégico, aproveite para acessar o nosso site e conheça nossas soluções em RH!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *