Gamificação nas empresas: como usá-la para a seleção e treinamento?

Tempo de leitura: 6 minutos

Atualmente, estão presentes, no mercado de trabalho, representantes de diversas gerações. Cada uma valoriza aspectos diferentes do emprego, o que é um grande desafio para os gestores, que, além de precisarem pensar nas estratégias do negócio, ainda devem encontrar maneiras de manter os colaboradores motivados na empresa. Dentro desse contexto, começou-se a usar a gamificação nas empresas.

A novidade é que organizações do mundo todo, em especial dos Estados Unidos, estão conseguindo aumentar a produtividade e os resultados dos negócios com o uso da gamificação. No artigo de hoje, vamos falar sobre o uso desse método nas empresas e como ele pode ser empregado nos processos de seleção e treinamento. Continue com a leitura:

O que é gamificação?

É um método de abordagem que utiliza de elementos e princípios de um jogo para engajar pessoas, resolver problemas e criar uma experiência diferenciada de aprendizagem, mais envolvente e eficaz.

Nas empresas, a gamificação é utilizada com os objetivos de realizar melhores contratações e fazer com que os colaboradores melhorem seu desempenho, usando a motivação e o feedback imediato e constante proporcionados pelos jogos para aumentar o engajamento e o alcance de resultados.

Como funciona a gamificação?

Como em um jogo, a gamificação funciona a partir de tarefas, desafios, fases e níveis que precisam ser superados. Conforme o avanço do participante, são oferecidas algumas recompensas. As gratificações para os participantes podem variar, indo desde moedas e medalhas até prêmios físicos.

A vantagem da abordagem é que, de modo divertido, ela envolve a cooperação e a competitividade, duas fortes características do ser humano. Essa inovação permite aprender coisas novas e buscar aprimoramento constante. Quem participa dessa experiência sente que desenvolve alguma habilidade, aspecto muito importante para a satisfação e o envolvimento com o trabalho.

O foco da gamificação também pode ser no público externo, para selecionar novos colaboradores que sejam alinhados à organização e tragam bons resultados. Ou pode ser no público interno, visando o desenvolvimento e engajamento dos colaboradores, verificando a satisfação e o conhecimento dos valores e da cultura organizacional.

Vamos conhecer algumas maneiras possíveis para aplicar a gamificação.

Como implementar atividades gamificadas?

Vale destacar que gamificação não se trata de jogos de entretenimento, e um ponto muito importante para o sucesso do método em um processo é o planejamento. Para obter melhores resultados, atente-se aos seguintes passos:

  • Definição de objetivos claros: é necessário conhecer o que se pretende alcançar para conseguir desenvolver da melhor forma e garantir os resultados esperados.
  • Elaboração de regras: são elas que direcionam todo o desenvolvimento do processo.
  • Definição do acompanhamento: monitorar e analisar os dados gerados, proporcionar o reconhecimento dos participantes e a entrega de recompensas.
  • Alinhamento dos processos: todos os participantes precisam entender o funcionamento do jogo para que este seja utilizado corretamente.

Como utilizar a gamificação na seleção?

Entre as empresas que já utilizam gamificação como meio de selecionar candidatos, podemos citar duas grandes marcas que utilizam a tecnologia: a Shell utiliza o jogo “The Shell Exploration Game”, que incentiva os participantes a explorarem determinada região e conseguir a maior quantidade possível de energia por meio da resolução de problemas e quebra-cabeças; Já a L´Oreal criou o Brandstorm, todo ano a empresa escolhe uma de suas marcas, que participa da disputa para a qual os candidatos precisarão desenvolver uma linha inovadora de produtos.

Durante a competição, os participantes se dedicam à elaboração de um produto, além de estratégias de marketing e vendas, incluindo pesquisa de mercado e análise de fraquezas e oportunidades. No final do Brandstorm, as ideias são apresentadas para os jurados da L’Oréal.

Tais estratégias resultam em processos seletivos mais interativos e dinâmicos, além de fornecer dados para embasar decisões mais inteligentes no momento de contratar.

Como utilizar a gamificação no treinamento de funcionários?

Ao usar atividades gamificadas em treinamentos on-line, o curso é conduzido de modo interativo, com vídeos, infográficos e animações, e os usuários são estimulados a realizar algumas tarefas. De acordo com os acertos, eles avançam nas lições e recebem recompensas dentro da plataforma, como pontuação e medalhas.

A estratégia funciona, pois envolve o espírito competitivo e a busca por conquistas. Assim, com uma competição saudável, os participantes são incentivados a se superar. A cada conquista, o colaborador se sente satisfeito e mais motivado para continuar.

Caso algum treinamento de sua empresa tenha alto índice de abandono, essa é uma excelente maneira para manter os trabalhadores envolvidos com a tarefa.

A gamificação no treinamento pode ser estruturada com questionários, em que o participante ganha pontos para cada resposta correta e, ao final do nível, caso tenha obtido pontuação suficiente, ganha uma medalha e o nível seguinte é desbloqueado para o estudo.

O sentimento de vitória promove o entusiasmo dos participantes em relação ao conteúdo do treinamento. O desenvolvimento obtido na atividade é reconhecido e os pontos acumulados ao longo do curso podem formar o ranking geral dos colaboradores com melhores resultados.

É possível usar a gamificação também com treinamentos em grupo. Um treinamento de liderança, por exemplo, pode envolver uma missão em grupo para elaborar um novo produto ou resolver situações-problema comuns de uma empresa. Os participantes são divididos em grupos e a missão é planejada com pequenos desafios elaborados com conceitos de gamificação.

Tanto o resultado da competição como todo o processo do desafio geram informações para o RH analisar, de forma que, quem ganha, não é necessariamente o mais habilidoso. É importante enxergar todo o contexto.  Ainda, as interações dos participantes permitem identificar quem possui habilidades para a liderança e desenvolver essas características nos colaboradores.

A gamificação nas empresas, tanto para a seleção como para treinamentos, melhora a motivação por meio da competição saudável. O sentimento de conquista envolvido no processo aumenta o engajamento dos colaboradores e ela ainda contribui para a retenção de talentos e a criação de um ambiente de trabalho mais divertido. Tudo isso possibilita avaliar e mensurar os resultados dos jogos, melhorando a gestão de talentos de sua empresa.

Gostou deste artigo sobre gamificação nas empresas? Aproveite a visita no blog para conhecer mais sobre como a tecnologia pode ajudar nos subsistemas de RH.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *