Equipe de alta performance: 6 lições da Copa do Mundo da FIFA™

Tempo de leitura: 5 minutos

Quando falamos em futebol, logo vem à cabeça a emoção, a diversão, os amigos e a família reunida, com pipoca e muita alegria, esperando pelo aguardado grito de “Gooool”. Apesar de ser visto como um entretenimento, o esporte tem uma relação muito grande com a equipe de alta performance em uma empresa.

A primeira edição da Copa do Mundo da FIFA™ ocorreu em 1930 e, em sua trajetória, apresentou histórias marcantes e inspiradoras. Assim como as equipes de alta performance, as Seleções possuem muitas habilidades no diagnóstico e na resolução de conflitos para garantir o sucesso da organização.

Quer aprender 6 lições que a Copa do Mundo da FIFA™ pode trazer para ajudar a sua equipe de alta performance? Venha conosco, que contaremos tudo!

1. Perceba a capacidade de motivação, apesar das adversidades

Depois do fracasso da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da FIFA™ de 2014, com a goleada de 7 a 1 sofrida contra a Alemanha — a pior derrota em 100 anos —, a imprensa e os torcedores estavam descrentes e com total falta de esperança para o Mundial seguinte. Contudo, isso foi transformado em motivação após Tite assumir o comando.

No ambiente de trabalho, isso também acontece: há dias em que o rendimento não é o melhor e as pessoas pensam que nada vai mudar. Por isso, as taxas de rotatividade e absenteísmo aumentam.

Porém, quando há a contratação de um líder que sabe transformar o setor em uma equipe de alta performance, tudo vira motivação e produtividade.

2. Tenha uma boa liderança

Quando falamos em Copa do Mundo da FIFA™, não há como esquecer o fracasso que foi a goleada mencionada anteriormente. Isso aconteceu por uma série de problemas de planejamento e táticos, além de deixar evidente a má organização e preparo do time.

Esse cenário caótico e repleto de erros de liderança acontece diariamente nas empresas: muitas vezes, há a contratação de líderes despreparados para a função e que não sabem conduzir da melhor maneira a equipe interna, gerando:

  • conflitos;
  • trabalho mal administrado;
  • equipe sem norte;
  • falta de metas;
  • rotatividade de funcionários;
  • prejuízo para a empresa.

3. Dê o exemplo com bons líderes

Dando sequência ao mesmo exemplo citado anteriormente: quando Tite assumiu a seleção brasileira, em 1 de agosto de 2016, reorganizou o time e, juntos, conquistaram nove vitórias em nove jogos, marcando 24 gols e sofrendo apenas dois. Com isso, os jogadores passaram a gostar e elogiar muito o trabalho do técnico.

Isso também acontece no ambiente organizacional: quando você tem um líder com a capacidade de motivar os funcionários, fazendo um planejamento de tudo o que está bom e o que precisa ser melhorado, e apresentando esses resultados para a equipe, os funcionários ficam engajados para fazer a diferença na empresa, mostrando resultados eficazes em sua rotina.

Essa motivação também gera um ambiente produtivo, harmonioso e saudável para trabalhar, pois o verdadeiro líder — assim como Tite — vê os talentos e prioriza a gestão de pessoas.

4. Esteja atento às tendências e novidades do setor

Tite fez diversos cursos na Europa para conhecer os estilos de jogos, a gestão e o planejamento. Essa experiência fez com que ele tivesse uma nova visão sobre como ser estrategista, comandando a sua equipe da melhor maneira possível.

Por isso, mesmo que a equipe de alta performance esteja desempenhando o seu papel com maestria, invista em cursos de aperfeiçoamento e treinamentos para os funcionários, e incentive-os na busca por novas ideias. Assim, eles continuam motivados e preparados para vencer os obstáculos que podem surgir.

5. Não se acomode com o sucesso

Antes do início da Copa do Mundo da FIFA™ de 2014, a Espanha era a favorita unânime. O time dominava o futebol mundial desde 2008, conquistando:

  • Eurocopa (2008);
  • Copa do Mundo da FIFA™ (2010);
  • Eurocopa (2012).

Contudo, os espanhóis começaram o torneio sendo atropelados pela Holanda, que venceu por 5 x 1. Depois, perderam para o Chile por 2 x 0 e precisaram se despedir da Copa do Mundo da FIFA™ ainda na fase de grupos.

Isso também acontece nas empresas: muitas vezes, as equipes se acomodam por atingir sempre as metas e lidar com a sua rotina. Quando surge uma tendência ou um problema com o qual não estão acostumados a lidar, acabam deixando a desejar. Com isso, a equipe não atinge os objetivos e faz com que a empresa não alcance os lucros almejados.

6. Promova o respeito e o entendimento das individualidades

Uma das histórias mais polêmicas na Copa do Mundo da FIFA™ de 2014 ocorreu no jogo entre Uruguai e Itália. Na primeira fase, as duas equipes precisavam vencer porque brigavam pela 2ª vaga do Grupo D. A tensão do jogo fez com que o craque uruguaio Luis Suárez desse uma mordida no ombro do zagueiro italiano Chiellini dentro da área.

Na ocasião, ele não recebeu cartão, mas a Fifa aplicou uma punição de quatro meses de afastamento do futebol — sendo suspenso por 10 jogos oficiais da Seleção.

No ambiente organizacional, muitas vezes, o clima está tão doentio que os funcionários brigam, ofendem-se e até mesmo partem para a violência. Para que isso não aconteça, é preciso promover um clima saudável para a equipe de alta performance, por meio de:

  • pesquisas de satisfação;
  • programas de integração;
  • eventos de confraternização;
  • brincadeiras, jogos e gincanas com a equipe.

Dessa maneira, as pessoas se conhecem melhor e podem conversar sobre outros assuntos que não estão relacionados diretamente ao trabalho, proporcionando um clima mais sereno e tranquilo.

A Copa do Mundo da FIFA™ veio para trazer esperança aos brasileiros: cada jogo é uma nova emoção, e há o entusiasmo e expectativa de conquistar o hexa. No ambiente organizacional, isso não é diferente: a cada dia, é preciso de novas estratégias para conduzir a equipe de alta performance da melhor maneira rumo ao sucesso dos negócios.

Neste post, você conferiu 6 lições que a Copa do Mundo da FIFA™ traz para a sua empresa. Se você gostou, aproveite e siga-nos nas redes sociais! Estamos presentes no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *