Como reduzir o absenteísmo na empresa?

Tempo de leitura: 6 minutos

Reduzir o absenteísmo nas empresas é uma das constantes preocupações dos gestores de recursos humanos. A ausência dos colaboradores pode ser causada por diversos fatores: doença, assédio moral, incompatibilidade com a cultura ou volume excessivo de trabalho.

Independentemente do motivo, o impacto nos negócios é muito grande. Afinal, as faltas prejudicam o alcance das metas e a motivação da equipe, além de demonstrar que o clima organizacional é desfavorável para a produtividade e, consequentemente, para a lucratividade.

Por isso, o primeiro passo é identificar as causas para depois tomar decisões estratégicas para reduzir o absenteísmo. Quer saber como? Confira algumas dicas!

Avalie constantemente o clima organizacional

As pessoas costumam se atrasar ou faltar ao trabalho quando não estão mais satisfeitas com a sua rotina, seja por qual motivo for. Assim, o primeiro passo para reduzir o absenteísmo é descobrir como está o clima organizacional.

Para oferecer um clima saudável, é preciso saber o que o funcionário pensa. As pesquisas de satisfação são as principais aliadas nesse processo, uma vez que elas ajudam a identificar os reais problemas do ambiente e permitem que o gestor crie estratégias para consertá-los.

Aplique pesquisas de clima regularmente e descubra o que os funcionários pensam:

  • do ambiente de trabalho;
  • da gerência;
  • dos demais colegas;
  • do salário e benefícios;
  • da limpeza e organização do ambiente;
  • dos uniformes e EPIs;
  • dos instrumentos de trabalho;
  • dos pontos fortes e fracos da organização;
  • das suas sugestões de melhoria do clima.

Tenha uma comunicação eficiente e de mão dupla

Os funcionários só se sentirão à vontade em conversar com os seus gestores sobre um problema, ou até mesmo para dar uma sugestão de melhoria do trabalho, se a comunicação for de mão dupla.

A comunicação ineficiente causa problemas de relacionamento e ruídos na comunicação, dando origem a fofocas e criando um clima desagradável para a produção. Isso acontece tanto entre os colaboradores quanto entre a equipe e os gestores.

Por isso, é necessário ter reuniões participativas, em que os funcionários possam se conhecer, conversar e trocar ideias sobre os processos que enfrentam diariamente. O mais importante é eles sentirem que os gestores confiam no seu trabalho e querem saber a sua opinião.

O diálogo presencial precisa sempre funcionar. Se existe um problema que deve ser solucionado, é muito importante ouvir a opinião de todos os envolvidos. Assim, fica muito fácil mais tomar as decisões corretas.

Invista em feedbacks individuais

Os feedbacks também auxiliam na diminuição do índice de absenteísmo da empresa.

É necessário avaliar o desenvolvimento individual dos funcionários, verificando se eles cumprem as metas e prestar um excelente feedback. Para isso, apresente os seus pontos fortes e oportunidades de crescimento, sem deixar de lado a correção dos aspectos negativos.

O retorno sobre o desempenho precisa ser feito constantemente para que ações de melhoria contínua sejam tomadas.

Lembre-se de que o objetivo é corrigir as falhas nos processos. Dessa maneira, mesmo quando você apresenta os pontos negativos, é preciso fazer com que o colaborador perceba que precisa melhorar sem deixá-lo triste e improdutivo. Ele precisa sair da reunião motivado para que a mudança aconteça.

Além disso, é sempre preciso identificar se o funcionário não está cumprindo bem as suas atividades porque não quer ou porque não sabe. No segundo caso, investir em cursos de aperfeiçoamento e treinamentos é o mais indicado.

Estimule a saúde

Como vimos, um dos motivos do absenteísmo é a doença. Quando algo está errado com o nosso organismo, certamente a vontade de trabalhar diminui. Afinal, não é nada fácil enfrentar a rotina com dores pelo corpo, você concorda?

Não é nenhuma novidade que, para evitar doenças, é preciso ter uma alimentação saudável e realizar exercícios. Por isso, inserir essas práticas dentro da empresa é uma maneira de estimular bons hábitos.

Ofereça ginástica laboral para os seus funcionários pelo menos duas vezes na semana. Ela evita complicações como a tendinite e bursite, além de estimular a prática de exercícios físicos. Uma alternativa é ter uma academia na empresa, para que os funcionários pratiquem suas atividades nas horas vagas ou depois do seu horário de trabalho. Se isso não for possível, que tal fazer convênios com academias próximas?

Outro aspecto em que você pode investir é no incentivo a uma alimentação mais saudável nos almoços e lanches, com a ajuda de um nutricionista. Promover bate-papo entre o profissional de saúde e os funcionários também ajuda a estimular os bons hábitos alimentares.

Lembre-se de que as boas escolhas precisam fazer parte até mesmo das confraternizações. Por isso, invista sempre em cardápios mais leves e evite frituras e gorduras.

Fiscalize os EPIs e instrumentos de trabalho

Os acidentes de trabalho acontecem, em grande parte, pela não utilização dos equipamentos de proteção individual (EPIs). Sabemos que, por mais que a empresa os disponibilize, há certa resistência dos funcionários em utilizá-los. Por isso, fiscalizar o ambiente constantemente e evidenciar o seu uso é uma maneira para criar uma cultura preventiva de acidentes.

Outro aspecto que precisa ser avaliado é se o funcionário tem os instrumentos adequados para desenvolver o seu trabalho com sucesso. Não existe nada pior do que tentar trabalhar e não conseguir pelos softwares estarem desatualizados ou lentos. Esteja sempre de olho em tendências e inovações para proporcionar aos colaboradores os melhores recursos de trabalho.

Ofereça um plano de carreira

Quando um funcionário sabe exatamente até onde pode chegar ao desenvolver o seu trabalho com dedicação e afinco, é muito mais fácil que ele se mantenha motivado e não queira faltar.

Assim, um bom plano de carreira pode reduzir o absenteísmo e, consequentemente, aumentar a produtividade. Quando o colaborador sabe que, se desempenhar o seu papel com sucesso, será promovido e reconhecido, ele esforça-se muito mais em querer proporcionar mudanças positivas e lucrativas para a organização.

Além disso, a sua empresa precisa ter plano de saúde e benefícios, tais como vales:

  • transporte;
  • combustível;
  • alimentação;
  • refeição;
  • cultura.

Reduzir o absenteísmo nas empresas é um assunto muito sério e preocupante, porque diminui o ritmo e a produtividade da equipe. O primeiro passo é identificar os motivos das ausências para depois criar medidas para reduzi-las, tais como investir em feedbacks, promover hábitos saudáveis, ter um plano de carreira e ter uma comunicação eficiente e de mão dupla.

Neste post, você conferiu algumas dicas para reduzir as faltas na sua empresa. Agora, que tal aprender mais sobre como implementar um plano de carreira na sua organização? Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *