Benefícios corporativos: quais são os ideais para sua empresa?

Tempo de leitura: 6 minutos

Os funcionários são os principais responsáveis pelo sucesso das organizações. São eles quem lutam diariamente por cumprir as metas, superar os desafios, enfrentar e solucionar os problemas e, consequentemente, trazer lucros para os negócios. Por isso, a grande maioria das empresas investem em benefícios corporativos.

Sabemos que quando os funcionários estão motivados e engajados com a marca, produzem mais, não faltam ou se atrasam e isso reflete positivamente nos indicadores comerciais.

Contudo existem diversas maneiras para incentivar os funcionários. Quer saber quais são os benefícios corporativos ideais para a sua empresa? Veja!

Plano de saúde

Um dos benefícios mais utilizados pelas empresas é o plano de saúde. Apesar de ser visto como um benefício opcional, precisamos falar sinceramente: para os funcionários, ele é visto como uma obrigação!

O plano de saúde é a garantia de que a empresa está preocupada com a saúde dos seus funcionários — vale ressaltar que um colaborador doente fica impossibilitado de trabalhar ou se concentrar totalmente na sua função.

A organização pode disponibilizar o plano de saúde total ou parcial aos seus funcionários. Também pode estender o benefício para os seus familiares (cônjuge e filhos).

Horários flexíveis

O uso do home office está sendo cada vez mais frequente nas organizações: muitos profissionais produzem mais no conforto da sua casa do que no ambiente organizacional.

Claro que isso depende do cargo e perfil do profissional, contudo muitas empresas cobram resultados ao invés de carga horária. Então, em comum acordo com o funcionário, decide os melhores horários para a sua jornada de trabalho.

Esse benefício precisa ficar bem claro para ambas as partes, evitando problemas futuros — afinal, a empresa quer oferecer conforto ao funcionário, mas, ao mesmo tempo, precisa enxergar os resultados prometidos.

Seguro de vida e invalidez

O seguro de vida normalmente oferece uma cobertura básica para os funcionários e indica uma cobertura adicional e opcional para as suas famílias.

Ele funciona de acordo com o tipo de plano contratado, porém, em regras gerais: fornece uma porcentagem de salário para quem não conseguir mais trabalhar em virtude de uma doença ou lesão (mesmo que não estejam relacionadas com o seu trabalho).

Apenas lembrando que, quando acontece um acidente de trabalho, o funcionário é assegurado por lei a receber um seguro de compensação.

Desenvolvimento profissional

Normalmente, quando um funcionário entra em uma empresa, além de receber um bom salário, anseia pelo seu crescimento profissional. Dessa maneira, as organizações investem na capacitação do capital humano, oferecendo:

  • cursos técnicos sobre o assunto;
  • treinamentos;
  • cursos de idiomas;
  • possibilidade de participação em feiras, congressos, seminários;
  • bolsa-auxílio de educação (graduação, pós, mestrado, doutorado).

Assim, o funcionário traz inovações para a empresa porque aperfeiçoa os seus conhecimentos técnicos sobre a sua área de atuação e, da mesma maneira, beneficia-se com mais conhecimento intelectual (que levará junto consigo durante toda a sua vida).

No dress code

O “dress code” são regras de vestimenta (no caso do ambiente organizacional, significa os uniformes ou o padrão de roupas, acessórios e calçados que o funcionário precisa cumprir).

Contudo uma tendência muito comum nas organizações é o conceito inverso, o “no dress code”. Isso significa que ele pode se sentir à vontade para vestir o que se sente mais confortáveis.

A ideia é que ele tenha liberdade para escolher as roupas que gosta, permitindo que os talentos façam parte de uma organização que prioriza a produtividade, criatividade e o trabalho — em vez do que ele veste.

Parcerias com prestadoras de serviços

Um dos benefícios mais vantajosos para as empresas são as parcerias com as prestadoras de serviços. Como funciona: a organização pode fazer convênio com uma academia local, por exemplo, para oferecer algum desconto.

Esse benefício possibilita inúmeros tipos de parceria, depende da empresa encontrar serviços que beneficiem a qualidade de vida do funcionário e que seja vantajoso para ele. Confira algumas ideias:

  • academias;
  • nutricionistas;
  • clínicas de pilates;
  • yoga;
  • clínicas odontológicas;
  • grupos de corrida.

A empresa pode conseguir um desconto, pagar ou bancar uma porcentagem da sua matrícula. Além disso, outra possibilidade é trazer esses profissionais para dar uma palestra ou promover um bate-papo dentro do horário de trabalho: muitas organizações investem, por exemplo, em ginástica laboral para que o funcionário tenha um dia mais produtivo e sem dores.

Enfim, há diversas possibilidades de parcerias com prestadoras de serviço, basta a empresa buscar o que é vantajoso para os seus funcionários.

Saiba como escolher os benefícios corporativos mais adequados

Com este post, você pode notar que existem diversas possibilidades de planos de benefícios, alguns que necessitam do investimento financeiro e outros que podem ser feitos com uma espécie de parceria e convênio.

São diversos os benefícios que podem trazer a satisfação da sua equipe. Você deve estar se questionando: como eu sei qual é o melhor para a minha organização?

Sabendo que cada empresa tem um perfil diferente, você precisa, em primeiro lugar, conhecer quais são as principais dificuldades dos seus funcionários para promover ações que os motivem.

Você pode fazer isso por meio de uma pesquisa de clima: com ela, é possível:

  • avaliar os objetivos de vida do funcionário;
  • saber qual é a sua estrutura familiar;
  • conhecer quais são as suas dificuldades;
  • identificar o que precisa para melhorar o seu rendimento;
  • saber o que ele considera prioridade na sua vida;
  • conhecer quais são os atributos essenciais para a sua motivação;
  • saber se ele está (ou não) satisfeito com o seu trabalho (e os motivos de isso estar acontecendo).

É preciso saber o que o seu funcionário pensa para criar benefícios que ele considera importante e que, de fato, promoverão a sua satisfação. Por exemplo, de nada adiantará você investir em horários flexíveis quando ele precisa de cursos para o seu aperfeiçoamento profissional.

Investir em benefícios corporativos é ter a certeza de que os seus funcionários estarão motivados e engajados com a sua organização. Para isso, existem diversos benefícios possíveis para propor a sua equipe.

Com este post, você conferiu os principais benefícios corporativos e algumas ideias para implementar na sua empresa. Gostou do nosso conteúdo? Então temos a certeza de que gostará também de aprender mais sobre a importância do treinamento e desenvolvimento de funcionários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *