Andragogia: por que ela é essencial para o treinamento corporativo?

Tempo de leitura: 7 minutos

A andragogia é um conceito antigo, amplamente conhecido, mas apenas recentemente aplicado ao contexto empresarial. Diretamente relacionada com a aprendizagem de adultos, a andragogia tem despertado a curiosidade de muitas pessoas e contribuído para melhorar os resultados em treinamento e educação corporativa.

Se você não tem muita clareza sobre o que estamos falando, não se preocupe. Separamos, neste post, informações importantes para você dominar o conceito de andragogia, entender os seus princípios, sua importância e, de quebra, vamos ensinar uma técnica de aplicação desse conceito. Confira!

O que é andragogia?

O termo “andragogia” foi utilizado por Malcolm Knowles, na década de 70, para se referir à ciência ou ao método empregado para orientar o aprendizado de adultos. A necessidade do desenvolvimento desse método surgiu a partir da percepção de que adultos e crianças aprendem de formas diferentes.

Foi com base nisso que passaram a ser desenvolvidas técnicas específicas para a aplicação de cursos, workshops, palestras e treinamentos, inclusive em ambiente empresarial. O resultado é um aproveitamento superior no processo de ensino-aprendizagem e consequente melhoria nos resultados obtidos pelas organizações.

Assim como o ensino infantil é baseado em práticas pedagógicas — “paidós” (criança) + “agogé” (condução) —, o ensino de adultos é pautado em práticas andragógicas — “andros” (homem) + “agogé” (condução).

Nesse sentido, a andragogia propõe um método de aprendizagem muito mais autônomo, no qual o adulto é sujeito atuante na educação e não apenas objeto dela. Por isso, são inclusos nos processos de aprendizagem fatores como experiência, valores pessoais e habilidades profissionais.

Dessa forma, aprender se torna um exercício de aplicação constante do conhecimento, no qual o profissional precisa interagir com aquilo que está recebendo. No contexto organizacional, isso é muito relevante, uma vez que estimula o conhecimento prático, tornando o aprendizado mais prazeroso e dinâmico.

Quais são seus princípios?

A andragogia segue alguns princípios básicos que permitem garantir sua eficiência. Confira:

Necessidade de saber

A necessidade diz respeito à aplicabilidade que os adultos percebem no aprendizado de determinado conhecimento. Desse modo, é preciso ficar evidente o que, de fato, eles ganharão ao aplicar seus esforços em determinada atividade.

Para estimular adultos a aprender, especialmente em ambiente empresarial, é importante escolher conteúdos relevantes, que estejam relacionados com a área de atuação e com as atividades do dia a dia. Dessa forma, ele consegue aplicar seus novos conhecimentos na resolução de problemas reais.

Autonomia do aprendiz

O segundo princípio diz respeito à capacidade e necessidade do ser humano de realizar suas próprias escolhas e tomar as próprias decisões. De acordo com variáveis como tempo, lugar, ritmo e estilo de aprendizagem, os adultos precisam ter condições de definir:

  • quando;
  • como;
  • o que aprender.

Experiências anteriores

É importante considerar que cada ser humano, principalmente adulto, carrega consigo uma carga relevante de experiências e vivências que devem ser encaradas como a base do aprendizado.

A partir disso, as pessoas gostam de dividir suas experiências e aprender com base no conhecimento empírico dos outros. Dessa forma, costuram relatos e compartilham informações para tecer novos conhecimentos.

Prontidão para aprender

Em geral, é possível afirmar que a necessidade de aprendizado é uma reação gerada pela vontade de se adaptar a uma determinada realidade ou cumprir certas tarefas. Dessa forma, adultos buscam aprender para enfrentar algumas situações da sua vida.

Assim, é preciso alinhar as ações educacionais adotadas aos desafios e objetivos profissionais ou de vida de um indivíduo para provocar a sua “prontidão para aprender”.

Orientação para aprendizagem

A aprendizagem se torna mais fácil quando dentro de um contexto aplicável, em que é possível medir resultados e orientar teorias para a resolução de problemas reais.

Por essa razão, é muito importante que a aprendizagem de adultos envolva “ganchos” constantes para a solução de problemas do dia a dia de trabalho ou mesmo da vida pessoal. Quanto mais prática for a abordagem e quanto melhor for possível contextualizar determinado conceito, maior a sua fixação.

Motivação para aprender

Muitos podem ser os fatores de estímulo para que um adulto busque o processo de aprendizagem. É possível até que oportunidades como uma promoção ou aumento de salário incentivem a procurar uma nova formação, por exemplo. Mas existem outros aspectos muito mais relevantes para a motivação humana, tais como:

  • a satisfação pessoal;
  • a autorrealização;
  • o reconhecimento profissional;
  • a melhor qualidade de vida;
  • o aumento da autoestima.

Por que ela é tão importante no aprendizado de adultos?

A maior relevância da andragogia no ensino de adultos é conseguir fornecer ambientes, técnicas e metodologias de ensino que realmente estejam adequadas à realidade desse público.

Para entender por que ela é tão importante no aprendizado de adultos, basta exercitar a visão contrária a essa aprendizagem: imagine uma turma de crianças assistindo aulas e desenvolvendo dinâmicas específicas para adultos. Seria praticamente impossível mantê-las concentradas e focadas por muito tempo.

Da mesma forma que se torna essencial buscar meios para captar a atenção e o interesse infantil em salas de aula, também é indispensável pensar nessas soluções para os adultos. Com isso, se obtém uma educação mais eficiente e qualificada.

Para isso, se utilizam estratégias customizadas que devem fazer parte do projeto de educação corporativa das empresas.

Como aplicar esse conceito?

A parte mais importante em aplicar o conceito de andragogia é entender que essa prática não requer um professor, mas sim um facilitador ou alguém disponível para orientar o aprendizado, mostrar caminhos e trocar experiências.

Das técnicas utilizadas para implementar o conceito de andragogia nas empresas, separamos uma das mais interessantes. Confira a seguir.

Método 70, 20, 10

O método 70:20:10 diz respeito a uma prática de aprendizagem e desenvolvimento em ambiente corporativo, desenvolvido por:

  • Morgan McCall;
  • Robert Eichinger;
  • Michael Lombardo;
  • Allen Tough.

Com ele, as pessoas aprendem pela experiência, pelo compartilhamento de ideias com os outros e também pela educação corporativa formal. Basicamente, a técnica consiste em dividir o aprendizado em:

  • 70% de aprendizado prático, dinâmico e criativo, enfrentando desafios, experimentando novas soluções, repetindo vivências e assumindo responsabilidades;
  • 20% de aprendizado com outras pessoas, trocando relatos de vivências, ideias, conhecimentos, situações profissionais, observando e se espelhando;
  • 10% de aprendizado formal, assistindo a cursos, seminários, palestras, participando de workshops e lendo materiais.

Aplicando essa técnica a uma rotina convencional de trabalho, de 40 horas semanais, é possível dividir a carga horária de um funcionário em cargo de liderança, por exemplo, da seguinte maneira:

  • 28 horas voltadas para atividades práticas e de rotina, que envolvam resolução de problemas e conflitos, comunicação interna, execução de processos, tomada de decisão etc.;
  • 8 horas de aprendizado junto a mentores e outros profissionais que possuam expertise em liderança e gestão de pessoas;
  • 4 horas destinadas a treinamentos formais, cursos de aperfeiçoamento, leitura e afins.

A prática dessa técnica exige aperfeiçoamento constante, portanto, o ciclo deve ser sempre reiniciado e ajustado de acordo com as necessidades atuais do cargo/profissional. É importante lembrar que essa não é apenas uma forma de distribuir tarefas, mas uma metodologia de aprendizado que deve desenvolver pessoas.

Agora que você já sabe o que é andragogia e qual a sua importância, assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos como este direto no seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *